• Alves Lima

Metaverso e o Mercado Imobiliário: o que você precisa saber agora

Qual a relação entre mercado imobiliário e Metaverso? Saiba aqui!

Metaverso e o Mercado Imobiliário: o que você precisa saber agora


Amantes de tecnologia ou somente pessoas antenadas muito provavelmente já ouviram sobre o metaverso.


Para quem não está tão por dentro assim do metaverso, a gente explica. O metaverso é uma criação de um universo virtual que utiliza de algumas tecnologias como realidade aumentada e inteligência artificial para a sua execução.


Através do metaverso a pessoa pode comprar e realizar coisas sem mesmo ser necessário sair de casa. E isso tudo por avatares que você mesmo cria. Já imaginou?


Entre os milhares de setores afetados pelo metaverso, o mercado imobiliário também não fica de fora, sendo possível, hoje em dia, comprar terrenos virtuais por mais de 1 milhão de dólares ao lado de casas (também virtuais) de famosos, por exemplo.


No mais, o metaverso no mercado imobiliário já é uma realidade, e para te ajudar a compreender um pouco mais sobre esse ambiente virtual e suas novas demandas no mundo imobiliário, preparamos este conteúdo perfeito para você.


Vamos mergulhar nesse mundo? Confira!


O que é o metaverso?


Metaverso é uma realidade paralela que ocorre em um mundo virtual, onde é possível criar espaços, realizar atividades e construir casas nesse mesmo ambiente.


Essa “ambientação do mundo real” faz com que as transações tenham valores reais, mas com experiências diferentes.


Dessa forma, vale especular que em um futuro bem próximo, as pessoas farão interações como se estivessem dentro desse universo através de avatares virtuais que poderão conversar, ter uma vida social e até mesmo bens materiais nesse universo online.


Metaverso e o mercado imobiliário


Trajes de jogos e objetos virtuais colecionáveis já estão sendo trocados e comprados através desse universo, mas o que chama de fato atenção, entre tantas outras possibilidades, é o surgimento de um mercado imobiliário próprio no metaverso.


Onde, nesse ambiente, claro, é possível vender e comprar terrenos e imóveis totalmente virtuais.


Em fevereiro de 2022, a venda de um terreno virtual por 2,4 milhões de dólares obteve grande destaque na mídia. Essa foi, até o momento da produção desse conteúdo, a maior transação no mercado imobiliário do metaverso até o momento.


Para se ter uma ideia, o valor do terreno supera o de terrenos reais, situados em Nova Iorque, por exemplo.


Esses terrenos e imóveis virtuais já movimentam milhões de dólares e chamam a atenção de muitos artistas e empresas, gerando um bom retorno.


Mas vale a pena adquirir terrenos virtuais? Assim como no início da internet ou das redes sociais criadas pelo próprio dono do metaverso, a compra e venda de imóveis no universo virtual pode ser rentável e uma ideia duradoura.


Os proprietários de imóveis virtuais que comprarem o quanto antes podem ser beneficiados mais adiante, principalmente com a imersão de mais e mais gente no metaverso.


Por outro lado, para além do investimento financeiro, ainda é possível investir sem retorno, visando apenas a diversão. Vai do objetivo de cada um.


O que o Metaverso pode trazer para o mercado imobiliário?


Muita gente não costuma atrelar o mercado imobiliário à tecnologia, mas a verdade é que ambos caminham juntos e, no caso do metaverso, pode ser algo bastante representativo para o mercado imobiliário.


Mesmo que pareça algo muito distante, a tecnologia do metaverso apenas sinaliza como irá revolucionar o mercado imobiliário e criar conexões, influenciando a construção civil, com tecnologias e mecanismos que poderão ser utilizadas daqui alguns anos.


Veja o que o metaverso pode trazer para o mercado imobiliário:


Realidade aumentada


Hoje em dia já é possível encontrar a realidade aumentada no mercado imobiliário, mas o metaverso pode elevar o nível dessa tendência a níveis ainda mais altos, com a criação de espaços virtuais, as “Horizon Homes”.


Isso significa que a experiência do consumidor será melhor, uma vez que ele conseguirá, por exemplo, montar sua versão do imóvel ideal e, com as equipes de venda, encontrar a solução mais próxima ao que deseja.


Visualização em 3D com hologramas


O futuro será dos hologramas e para o mercado imobiliário não será diferente. Na verdade, eles serão bem úteis num futuro próximo.


Imagine: não seria muito mais fácil analisar diferentes maquetes tridimensionais de imóveis que ainda estão na planta, no lugar de uma foto estática?


Pois bem, com o metaverso, por meio de ferramentas específicas e hologramas, o mercado de pré-venda pode ser um sucesso. Isso porque o holograma já eleva a experiência de consumo e tem sido uma realidade cada vez mais frequente no mercado imobiliário.


Controvérsias


Mesmo parecendo algo bastante promissor, é interessante que você não gaste todo o seu dinheiro ou o dinheiro da sua empresa comprando terrenos virtuais. Antes de tudo é preciso ter cautela.


Por que não investir com tudo? Porque mesmo que esteja em alta, esse ainda é um mercado novo e é melhor ser analisado com cuidado.


Não há, pelo menos ainda não, legislações no metaverso. Portanto, a compra e venda de imóveis virtuais pode ser insegura e muitas pessoas podem sair no prejuízo e perderem seus investimentos.


Prefere não arriscar?


Se você prefere não arriscar e tem um cliente que ainda está indeciso ou que prefere investir em imóveis, assim como no metaverso, saiba como vender imóveis para investidores e melhore sua performance!


Aproveite também para ler nosso post sobre tendências em condomínio clicando aqui.


45 visualizações0 comentário